HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT

Academia Leopoldinense de Letras e Artes anuncia o nome de Cristiano Fófano como novo acadêmico

Academia Leopoldinense de Letras e Artes anuncia o nome de Cristiano Fófano como novo acadêmico

ALLA também homenageará a professora Maria Helena Vieira Campos com o Título de Sócia Honorária.

No próximo dia 6 de abril, a Academia Leopoldinense de Letras e Artes (ALLA) dará posse e diplomação ao novo acadêmico, Cristiano Fófano Silva, reconhecidamente um dos mais destacados designers gráficos da cidade e região, diretor executivo no conceituado Estúdio A2 Criação e Design, criado por ele em 2003. Desde então, Cristiano vem conquistando seu espaço no cenário nacional e internacional através de suas participações em concursos nacionais e internacionais, dentre eles os promovidos pela NASA e UNESCO, além de várias homenagens recebidas graças ao seu talento e suas criações artísticas. Cristiano Fófano, que recentemente foi eleito vice-presidente do Esporte Clube Ribeiro Junqueira, escolheu como Patrono o músico, compositor e produtor Ivan Deolindo da Silva.

FOTO CRISTIANO DIVULGAÇÃOEm entrevista concedida ao jornal O Vigilante Online, Cristiano Fófano falou da escolha de seu nome para integrar a Academia Leopoldinense de Letras e Artes: “Fui comunicado oficialmente pelo atual presidente, Dr Ronald Alvim, de que meu nome havia sido apresentado em reunião ordinária da ALLA, e o mesmo fora aprovado por unanimidade para ser um membro acadêmico da Academia Leopoldinense de Letras e Artes. Confesso que no momento fiquei surpreso e bastante honrado com a notícia. Acredito que será uma grande oportunidade para contribuir ainda mais com a cultura de nossa cidade“, comentou o homenageado. “Após ser comunicado que eu deveria indicar um patrono, me apresentaram vários nomes de pessoas e personalidades que de alguma forma fizeram ou elevaram o nome de Leopoldina no cenário artístico e cultural. Foi quando surgiu a oportunidade de contar a história da carreira artística de meu saudoso tio, músico, compositor e produtor, Ivan Deolindo. Tenho certeza que será uma linda e justa homenagem a ele, aos familiares e amigos que ele tanto prezava ao longo de sua vida“, explicou.

Durante o evento, que será realizado às 19h30 no auditório da Câmara Municipal de Leopoldina, também será outorgado o título de Sócia Honorária da Academia à professora Maria Helena Vieira Campos. Durante a solenidade haverá a apresentação musical do Grupo Antique, formado por cantores e instrumentistas com o foco de resgatar a música local, nacional e mundial dos séculos anteriores, em especial a música antiga dos séculos XVIII e XIX.

PATRONO

FOTO CRISTIANO DIVULGAÇÃO 10Ivan Deolindo da Silva nasceu no dia 23 de novembro de 1946 em Leopoldina, MG. Filho de família simples passou sua infância nos arredores do bairro da Fábrica, onde conquistou o carinho de inúmeros amigos. Desde muito novo admirava seu pai, José “Pintor”, que tocava seu“acordeon” todos os dias ao entardecer. Já na sua adolescência ganhou seu primeiro instrumento, “pandeiro”, de seu tio Ivo Nascimento, surgia ali uma história de amor com a música.

Em tempos nos quais a boemia era a principal diversão de jovens e adultos, eram comuns as serestas e bailinhos em residências. Aos 9 anos de idade Ivan se destacava por ser autodidata, e já tocava vários instrumentos com afinação, participando junto a outros músicos de renome na cidade nos Festivais de Música no antigo Cine Teatro Alencar.

FOTO CRISTIANO DIVULGAÇÃO 9

Chegou a juventude e com ela a vontade de se aventurar no mundo musical. Em pouco tempo, Ivan recebe um convite para ser o guitarrista e um dos vocalistas do Gold Five, um dos principais conjuntos musicais de Leopoldina nas décadas de 60 e 70.

Batista, Eu-Carlos Augusto, Ivan, Mário, Chiquinho em Clube da Associação Comercial de Leopoldina - Anos 60.Em Além Paraíba-MG, integrou os famosos conjuntos Sambrasa e Vôo Livre, bastante requisitados na região nas décadas de 60, 70 e 80, quando gravou o primeiro disco de sua carreira.

Foram anos se dedicando à música e aperfeiçoando os timbres, quando surge sua grande oportunidade, e durante 4 anos, Ivan foi um dos integrantes da Banda Los Gringos. Era o auge de sua carreira, um sonho realizado e um orgulho para amigos e familiares.

LOS GRINGOS MOINHO FOTO DIVULGAÇÃO

Foram inúmeros show e viagens, onde conheceu a cidade de Nova Friburgo na região serrana do Rio de Janeiro. Oportunidade de trabalho, clima agradável e grandes amigos foram fatores decisivos para se tornar friburguense de coração! E assim começou uma nova história de sua vida, casou-se e teve dois filhos, Janaina e Maycon. Mudou seu estilo para voz e violão, passando a interpretar artistas consagrados da MPB. Nas décadas de 80 e 90, formou dueto com a cantora Niceia Veloso, irmã do músico e compositor Benito di Paula, e conquistou as noites friburguenses. Chegaram a se apresentar por várias ocasiões em Leopoldina, trazendo um novo estilo que encantava o público.

FOTO CRIATIANO DIVULGAÇÃOEm 2009, lançou seu primeiro CD, ao lado da cantora carioca Adriana Novaes, interpretando canções que marcaram época na música popular brasileira. Foram inúmeras apresentações, entrevistas, participações especiais, festivais de música e projetos culturais.

No dia 3 de outubro de 2009, Ivan Deolindo recebeu o título de “Pleno Cidadão destas terras de Dom João VI”, conferido pelo Grupo de Arte Movimentação e Ação – GAMA. Em noite de festa no Teatro Municipal de Nova Friburgo, em sua apresentação especial, cantou e encantou os convidados com a música “Homem da Montanha” do friburguense Benito di Paula.

Foi importante parceiro e incentivador do projeto “As Seresteiras”, do Curso de Atualização da Faculdade de Filosofia Santa Dorotéia de Nova Friburgo.

Apaixonado por sua cidade natal, Leopoldina, sempre que era possível se fazia presente nos acontecimentos festivos ou simplesmente para ficar junto aos familiares que tanto amava.

No dia 12 de janeiro de 2011, Ivan Deolindo, músico, compositor e produtor foi uma das vítimas fatais da maior catástrofe natural do país, que arrasou a cidade de Nova Friburgo com perdas irreparáveis.

O VIGILANTE ONLINE
Júlio Cesar Martins

posts relacionados