SOL E NEVE
PIT STOP
ASAS MOTOPEÇAS

Automóvel é atingido por pedra arremessada na rodovia em Leopoldina


DENÚNCIA
Leitora alerta os condutores de veículos sobre os riscos de acidentes e faz um apelo às autoridades sobre o problema.

Da Redação
Jornal O Vigilante Online

 Um automóvel que trafegava pela rodovia BR-116 no trecho entre o trevo do Alto do Cemitério e o Posto da Polícia Rodoviária Federal em Leopoldina, foi atingido por uma pedra arremessada de cima do morro Jardim Caiçaras nesta quarta-feira, 10 de agosto, por volta das 17h00. As duas ocupantes do automóvel não se feriram.

A Redação do jornal O Vigilante Online foi informada do ocorrido através da internauta Roberta Braga Lima, familiar da condutora do automóvel, que teve o vidro dianteiro danificado. Roberta faz um alerta aos condutores de veículos que passam pelo local sobre os riscos ocasionados pelo ato irresponsável dos autores de tal prática, que pode ferir ou até mesmo matar pessoas. “Com o susto alguém pode colidir com um veículo que trafega em sentido contrário”, comentou a leitora, acrescentando que através das redes sociais, onde publicou o fato, outras pessoas informaram que foram vítimas da mesma situação.

Em contato com o Chefe da 7ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Leopoldina, o Inspetor Américo Cabral esclareceu que todas as vezes que a Polícia Rodoviária Federal foi acionada em relação a este tipo de situação, compareceu ao local. O Inspetor explicou que recentemente conseguiu localizar um menino que teria arremessado pedras em veículos. A família foi acionada e o caso encaminhado para o Conselho Tutelar. Esse ano, duas situações envolvendo crianças soltando pipas com linha de cerol também foram abordadas pela PRF, que frequentemente passa com suas equipes pelo local observando se há presença de indivíduos posicionados em locais suspeitos. O Inspetor Américo informou que outro ponto onde ocorrem arremessos de pedras em veículos é a passarela que passa sobre a rodovia próximo ao viaduto do Bela Vista.

A reportagem também apurou que a Polícia Civil de Leopoldina investiga o caso.

Mais Notícias