Confirmado o primeiro caso de febre amarela em humano na Zona da Mata

Confirmado o primeiro caso de febre amarela em humano na Zona da Mata

O primeiro caso de febre amarela em humano na Zona da Mata foi confirmado nesta sexta-feira, 17 de março, no boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Dos dois suspeitos em Carangola, um foi confirmado e o outro descartado. Outros dois casos estão em investigação, sendo um em Espera Feliz e outro em Orizânia.

Em primatas, os casos de epizootias – que é quando os animais morrem por conta da doença, estão em investigação nas cidades de Argirita, Belmiro Braga, Cataguases, Lima Duarte, Tocantins, Ubá e Viçosa. Há rumores ainda em Além Paraíba, Carandaí, Espera Feliz, Fervedouro, Faria Lemos, Tombos, Mar de Espanha, Matias Barbosa, Senador Cortes e Rio Novo.

Até o momento foram confirmadas mortes de macacos em Leopoldina, Ewbank da Câmara, Juiz de Fora, Divino e Espera Feliz.

De acordo com a assessoria da SES, todos os exames são enviados para o Instituto Evandro Chagas, no Pará, que é a referência em febre amarela para todo o Brasil. Por enquanto, não há previsão para divulgação do resultado.

Segundo o Estado, em seres humanos foram notificados 1.094 casos suspeitos em 93 municípios. Deles, 192 casos evoluíram para óbito, dos quais 117 foram confirmados para febre amarela. Não houve registros de mortes em cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes.

O VIGILANTE ONLINE
Fonte: G1 Zona da Mata

LEIA TAMBÉM NO JORNAL O VIGILANTE ONLINE

2017-03-17 FEBRE AMARELA LEIA MAIS

posts relacionados

BANNER HORIZONTAL – TULIO VOU DE VAN 700X90