HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT

Faculdade de Direito Doctum Leopoldina conquista excelente posição no ranking das Faculdades Privadas de Minas


LEOPOLDINA

Segundo o ranking das Faculdades Privadas e Públicas do Brasil, divulgado anualmente pelo Jornal Folha de São Paulo, a Faculdade de Direito Doctum, em Leopoldina, conquistou a 11ª posição entre as Faculdades Privadas do Estado de Minas Gerais.

Jornal O Vigilante Online

A Faculdade de Direito Doctum, em Leopoldina, conquistou a 11ª posição entre as Faculdades Privadas do Estado de Minas Gerais, segundo o ranking das Faculdades Privadas e Públicas do Brasil, divulgado anualmente pelo Jornal Folha de São Paulo com base em resultados do ENADE e nos indicadores do MEC. A informação é do Coordenador do Curso de Direito das Faculdades Doctum em Leopoldina e professor da área constitucional, João Fernando Vieira da Silva.

Em entrevista concedida ao Jornal O Vigilante Online, João Fernando comentou que há 5 anos a Faculdade de Direito Doctum de Leopoldina fica entre as 15 primeiras Faculdades. “No país, englobando todas as Faculdades, inclusive Públicas, a Doctum Leopoldina está na posição 89, portanto entre as 100 melhores Faculdades de Direito do país, entre mais de 1.000 Faculdades de Direito que existem”, comentou João Fernando.

Durante a entrevista, o Coordenador destacou também o quesito professores: “Olhando a titulação, tempo de dedicação, qualidade de ensino, a Doctum Leopoldina está em primeiro lugar. Atingindo o número mínimo de pontos a instituição está com a mesma qualificação das Faculdades Públicas e Privadas de um porte elevado, a mesma nota de uma Faculdade Pública das capitais”, acrescentando que das Faculdades Privadas da região da Zona da Mata apenas a Doctum Juiz de Fora tem uma nota superior à Doctum Leopoldina no Direito: “Na Rede Doctum são 10 unidades. A Doctum Leopoldina fica em segundo lugar, atrás somente da Doctum Juiz de Fora, e os referenciais de mercado, número de publicações de professores, o Censo anual da educação que também é feito no Ensino Superior, todos estes indicadores são usados na avaliação”, frisou João Fernando. “A Rede Doctum conta com mais de 30 polos e existe a possibilidade da abertura de mais cursos, que são objeto de estudo, sempre com os referenciais de qualidade da Rede e a missão de transformar vidas através da educação”, complementou o professor. Atualmente, a Doctum Leopoldina oferece cursos noturnos, o de Direito com aproximadamente 236 alunos, distribuídos em 7 turmas. “Desde 2014 são duas turmas de ingressantes por ano, uma média de 70 novos alunos/ano. Em um cenário de crise econômica é um sinal até positivo, porque não é algo fácil formar duas turmas, portanto, temos um referencial de aceitabilidade, credibilidade, de boa visão do mercado”, avaliou João Fernando.

O coordenador considera que este quadro positivo é uma construção coletiva. “O curso de Direito da Doctum tem um grupo de professores muito qualificado, muito sério e comprometido, que gosta muito da Faculdade. Talvez o grande diferencial seja este, os professores se preocupam com a Faculdade porque gostam do lugar e são professores que lecionam na instituição há algum tempo, ou seja, é um grupo coeso. É lógico que o resultado também tem que ser atribuído aos alunos, porque não adiantaria ter um grupo de professores com infraestrutura de ensino qualificada, sem ter alunos interessados, comprometidos, e esses alunos são avaliados em provas da OAB, do ENADE, então, certamente é um resultado coletivo. A maioria dos alunos trabalha durante o dia para pagar a Faculdade à noite, então é algo mais difícil. A comparação com muitas Faculdades de centros maiores que têm resultados inferiores aos da Doctum de Leopoldina é espantosa. Como em uma cidade que tem problemas econômicos, renda salarial baixa, a Faculdade de Direito consegue ter bons resultados com o aluno que fundamentalmente tem o final de semana para estudar e ir às aulas durante a noite? Por mais que a Faculdade tenha bolsas e incentivos, a grande maioria dos alunos trabalha durante o dia pra conseguir pagar a Faculdade à noite. E temos um grupo de colaboradores muito bom também, os funcionários da Faculdade são muito comprometidos e gostam muito do lugar. Eu também acho que um aspecto que é diferencial na Faculdade é a informalidade. Tem muitas Faculdades onde o acesso ao diretor, ao coordenador do curso ou ao professor é muito elitizado. Eles se colocam em um patamar elitista, inadequado, quando na verdade não existiria Faculdade sem o aluno, que sempre é o protagonista do ensino”, concluiu.

FUPAC LEOPOLDINA
DOCTUM OLIMPÍADA ACADÊMICA