SOL E NEVE
PIT STOP
ASAS MOTOPEÇAS

Internauta reclama da falta de manutenção em ruas e avenida do São Cristóvão


DENÚNCIAS

Terrenos cheios de entulhos têm provocado a infestação de ratos. Prefeitura informou que a limpeza será feita naquela região.

Da Redação
Jornal O Vigilante Online

 A falta de manutenção na Avenida Funchal Garcia e Rua José Gomes Domingues, no bairro São Cristóvão, em Leopoldina, tem incomodado o internauta E.S.C, que preferiu não se identificar na mensagem enviada ao jornal O Vigilante Online. Através da Fanpage do jornal O Vigilante Online o leitor enviou fotos de problemas naquele bairro.

O leitor disse que o problema da falta de manutenção na quadra localizada na Avenida sempre existiu, porém, a situação de terrenos abandonados que ficam no bairro tem ficado insuportável. Segundo ele, o local tem muita sujeira que atrai ratos e urubus. “Fica complicado conviver em um lugar onde constantemente se avista ratos e agora além de tudo, tenho que espantar urubus que geralmente ficam no local”, disse.

O internauta também reclamou da situação das vias e bueiros que estão danificados. “A rua está toda ondulada e com problemas. Os ‘quebra-molas’ não são pintados e os carros sempre passam sem percebê-los”, relatou.

O leitor também informou ao jornal sobre uma residência abandonada, com risco de focos de doenças e a constante presença de marginais e usuários de drogas. Segundo o morador, o mato alto também tem sido um problema.

Nota da Redação
Em e-mail enviado ao jornal O Vigilante no início da noite desta sexta (1º), nossa Reportagem foi informada que “a Prefeitura através de sua equipe de manutenção, tem cumprido o seu compromisso de manter a cidade limpa e cada vez melhor.” De acordo com as informações enviadas, a equipe estaria concluindo uma limpeza na região do Poliesportivo Dr. José Bastos Faria Freire e adjacências. Ainda segundo as informações, “toda a área do Campo do Bela Vista também ganhará uma manutenção geral no quesito limpeza.”

Para o responsável da equipe de manutenção, Sr. Luiz Alves, falta apoio da população na manutenção de seu próprio bairro. “Nossa cidade poderia permanecer limpa por mais tempo, não fosse a própria população a responsável por este excesso de sujeira. Pelo lixo que encontramos fora do lugar, mostra que quando o morador perde o horário do caminhão de coleta, ele procura dispensar o seu lixo na primeira oportunidade, mesmo que seja um bota fora não autorizado”, explicou o funcionário.

Mais Notícias