Litro da gasolina tem o maior valor em mais de um ano no país

Litro da gasolina tem o maior valor em mais de um ano no país

Seguidos reajustes da Petrobras fizeram preço disparar na primeira semana de janeiro no Brasil.

postos de combustiveis gasolinaEncher o tanque de combustível já está mais caro este ano, segundo levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O preço médio do litro da gasolina no país chegou a R$ 3,762 na primeira semana de janeiro, seguindo a tendência de alta iniciada após a Petrobras reajustar o valor do combustível na refinaria, no início de dezembro. A média é superior à registrada em todas as semanas de 2016.

Em Belo Horizonte, a situação não é diferente. Considerando a primeira semana de 2017 frente o mesmo período do ano passado, o preço médio teve alta de 5% com o litro do combustível a R$ 3,717. No levantamento da ANP, que pesquisou 30 postos na capital, o valor mais baixo encontrado para o litro da gasolina foi de R$ 3,535, enquanto que o mais alto foi de R$ 3,967, maior do que a média nacional. Entretanto, a reportagem encontrou valores ainda mais altos que os verificados pela agência, em Belo Horizonte e em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, nessa terça-feira (10). Num posto da região Centro-Sul da capital, o litro da gasolina custava R$ 3,999. Para a gasolina premium, o litro é R$ 5,499.

preço gasolina rep

No bairro Cidade Industrial, em Contagem, a gasolina comum pode ser encontrada por R$ 3,827, cifra acima do valor médio praticado no Estado, de R$ 3,827, conforme pesquisa da ANP feita em 592 postos de Minas Gerais.

Desde que a Petrobras anunciou uma elevação de 8,1% do preço da gasolina nas refinarias, em 5 de dezembro do ano passado, o valor médio pago pelo consumidor nos postos no país subiu 1,92%. Em relação à última semana de dezembro, o aumento foi de 0,18%. A elevação dos preços nas bombas é próximo ao impacto de R$ 0,12 por litro estimado pela empresa à época do reajuste.

O pintor William Atos, que abasteceu seu carro nessa terça-feira (10), reclamou do preço da gasolina. “Está cara. Não gasto o mesmo tanto que eu gastava antigamente”, compara. E não é de hoje que a gasolina vem pesando mais no orçamento. Considerando o intervalo de 2013 para 2017, a alta foi de 36,4%.

Para o empresário Leonardo Vieira, o problema não é só o combustível caro para o brasileiro. “Vale lembrar que a renda da maioria das pessoas é baixa. Dessa forma, o aumento pesa mais no orçamento”, observa. 

Etanol subiu acima da média nacional na capital mineira
E não foi apenas a gasolina que ficou mais cara para o consumidor neste ano. O valor médio do litro de etanol no país custou R$ 2,863 na primeira semana de 2017, após fechar o ano passado em R$ 2,844, o que significa uma alta de 0,67% em uma semana.

Os dados são de levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em Belo Horizonte, o preço médio do combustível derivado da cana de açúcar é encontrado por R$ 2,872, acima da média nacional. Em um ano, o etanol ficou 10,9% mais caro. O levantamento da ANP mostra que o litro do etanol mais em conta na capital é de R$ 2,628 e o mais caro, R$ 3,179.

De 2013 para 2017, o valor do litro do combustível ficou 39,3% mais caro em Belo Horizonte, acima do verificado para a gasolina no mesmo intervalo (36,4%). Na primeira semana do ano, os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros subiram em 21 Estados e no Distrito Federal e caíram em outros cinco Estados, conforme levantamento da ANP.

O VIGILANTE ONLINE
Fonte: Jornal O Tempo

Postado às 09h30

 

posts relacionados