HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT
HORIZONTAL – TOP BANNNER SOL E NEVE, ASAS MOTOPEÇAS & FADECIT

Piacatuba recebe 13º Festival de Viola e Gastronomia

Piacatuba recebe 13º Festival de Viola e Gastronomia

Inscrições para o Concurso do Festival de Viola vão até dia 18 de setembro 

Entre os dias 08 e 12 de outubro de 2015, a pequena e charmosa Piacatuba, distrito de Leopoldina, Zona da Mata de Minas Gerais, será novamente palco do Festival de Viola e Gastronomia. Contribuindo para a produção e a valorização da música de Minas Gerais e de todo o país, o Festival de Viola chega a sua 13ª edição com apresentações de grandes violeiros e uma mostra competitiva, revelando talentos.

O Festival de Viola surgiu em 2003 de forma tímida e sem grandes pretensões por Aristides e Gilberto. Em 2006, foi entregue a Maria Lúcia Braga e com apoio da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, o patrocínio da Energisa, e alguns apoiadores, fizeram dele um festival com caráter profissional, transformando-o em um sucesso nacional. Neste mesmo ano começou o Festival de Gastronomia, que alavancou o Festival de Viola.

A cada ano cresce o público que comparece ao evento. A última edição contou com aproximadamente 35.000 pessoas e razões para isto não faltam, mas vale a pena listar algumas delas. A primeira chega a ser óbvio, é a qualidade das atrações musicais. Outra, são as delícias que oferecem nos restaurantes e bares. Ou seja, em um mesmo lugar, podem ser encontradas duas das maiores paixões dos mineiros: a música de viola e a culinária das Gerais. Tudo isso emoldurado por um cenário que encanta pessoas de todas as idades, a pequena e bucólica Piacatuba, com seu casario – onde podem ser encontrados exemplares do século XIX – e sua natureza exuberante, formada por montanhas e belas cachoeiras. Ainda há a cordialidade do povo de Piacatuba, uma gente hospitaleira e gentil.

Não contente em trazer ao público esses grandes artistas, o Festival de Viola presta um grande serviço à cultura brasileira, tem uma mostra competitiva disputada em duas etapas – regional e nacional – especializando em apontar novos talentos. Este ano o projeto será patrocinado pelo Ministério da Cultura e pela Energisa, com apoio da Fundação Ormeo Junqueira Botelho, Prefeitura e Câmara Municipal de Leopoldina.

Foto: Festival de Viola e Gastronomia / Divulgação

Conheça Piacatuba

Um dos mais antigos distritos da região da Zona da Mata Leste, Piacatuba guarda um importante patrimônio histórico por possuir um conjunto de casarões do final do século XIX. O lugarejo está situado no município de Leopoldina, próximo a cidade de Cataguases. O nome do distrito foi sugestão do Senador Basílio de Magalhães, que usou o termo para homenagear os Índios Puris, que habitavam aquela região até a chegada do homem branco. Este chegou a Piacatuba no início do século XIX quando o espaço ainda era chamado de Curato de Nossa Senhora da Piedade. O significado da palavra foi explicado em uma carta a Custódio Lustosa.

Um dos símbolos de Piacatuba é a Cruz Queimanda. Em uma disputa por terras entre duas famílias na vertente do Rio Pardo, um fazendeiro decidiu doar parte das terras desbravadas para a construção da Igreja de Nossa Senhora da Piedade. E para demarcar o terreno doado foi fincada uma cruz de madeira no local. O outro fazendeiro ficou furioso com essa iniciativa e ordenou a um de seus escravos que derrubassem o marco à foice. Como a madeira era forte não foi possível. Assim, o fazendeiro exigiu que seus escravos ateassem fogo no marco. Os escravos cumpriram o que foi pedido durante a noite, mas no dia seguinte quando um deles foi ao local procurar uma foice viu que um milagre havia acontecido e que a cruz estava inteira no lugar, apenas chamuscada. Tanto o fazendeiro quanto os escravos foram punidos, alguns ficaram aleijados e outros morreram.

Foto: Festival de Viola e Gastronomia / Divulgação

Festival de Viola

O Festival resgata as raízes musicais brasileiras e incentiva o intercâmbio e a troca de experiências entre músicos, compositores e intérpretes. Ganhou uma dimensão nacional graças ao trabalho, incansável e visionário, da produtora cultural Maria Lúcia Braga e da incentivadora Mônica Perez Botelho, além da participação da comunidade. O Festival de Viola presta um grande serviço à cultura brasileira, tem uma mostra competitiva disputada em duas etapas – regional e nacional – especializando em apontar novos talentos. Este ano o projeto será patrocinado pelo Ministério da Cultura e pela Energisa, com apoio da Fundação Ormeo Junqueira Botelho, Prefeitura e Câmara Municipal de Leopoldina. As inscrições poderão ser feitas até o dia 18 de Setembro

Foto: Festival de Viola e Gastronomia / Divulgação

Gastronomia e Cursos

Cursos, Workshops e Exposições para adultos e crianças movimentam a cidade, trazendo crescimento da economia local e regional através do turismo cultural e gastronômico. Estarão sendo representados dezenas de restaurantes contendo tradicionais pratos da região.

Foto: Festival de Viola e Gastronomia / Divulgação

Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira reconheceu trabalho de Maria Lúcia Braga na produção do Festival de Piacatuba

      O Prêmio Rozini presta uma homenagem à viola caipira em todos os seus aspectos, da literatura aos sites criados para a sua divulgação, passando por pesquisadores, programas de TV e eventos de viola, entre os quais o Festival de Piacatuba foi um dos mais elogiados. A premiação é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido há oito anos por Maria Lúcia, que leva à pequena Piacatuba, na última semana de julho, pessoas de diversos pontos do Brasil. “Receber o prêmio Rozini, em meio à tanta gente boa e importante no mundo da viola é bastante gratificante, mas me dá uma responsabilidade ainda maior que é o de fazer um festival à altura do prestígio que hoje Piacatuba desfruta em todo o país”, disse Maria Lúcia.

Shows


 

Oficinas


 

O VIGILANTE ONLINE. Informações: Energisa e Site do Festival de Piacatuba.