SOL E NEVE
PIT STOP
ASAS MOTOPEÇAS

Polícia Militar forma 106 novos tenentes para atuar na capital e demais regiões do interior de Minas


O militar Paulo Roberto Cruz Gomes, de Leopoldina, regente da banda da Polícia Militar, foi um dos formandos.

Edição: Júlio Cabral
Jornal O Vigilante Online

 Aconteceu na noite de sexta-feira, 14 de julho, na Academia de Polícia Militar (APM), em Belo Horizonte, a formatura de 106 alunos do Curso de Habilitação de Oficiais (CHO) da PM de Minas Gerais. Os novos tenentes irão atuar em diversas regiões do Estado, sendo que cerca de 30% permanecerão trabalhando na capital mineira e os demais 70% irão exercer as atividades no interior. O Governador de Minas, Fernando Pimentel, participou da formatura e renovou o compromisso do governo com a segurança pública. Pimentel ressaltou os investimentos realizados na área, que já permitiram a queda dos índices de criminalidade no Estado. Paraninfo da cerimônia, o secretário de Administração Prisional, Francisco Kupidlowski, destacou o compromisso dos militares com a sua missão. “O juramento retrata o compromisso dos mesmos de exercer o oficialato ora galgado em prol da segurança pública da sociedade com ações delineadas pela ética, pela cidadania, pela justiça e pelo bom senso. A sociedade, seus comandantes e seus comandados confiam e esperam de vocês a garantia de um exercício integral impecável em prol da segurança pública, que jamais poderá ser tratada em um segundo plano, ainda atingida pelas crises”, ressaltou.

O Curso de Habilitação de Oficiais (CHO), que teve duração de um ano, equivale ao Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Segurança Pública (CSTGSP). Essa formação representa o ápice da educação profissional de nível técnico. A preparação dos oficiais representa um importante avanço na área de segurança pública, uma vez que os novos tenentes retornam às Unidades Operacionais e Administrativas bem treinados para desenvolver o trabalho de gerenciamento, planejamento, coordenação e controle das atividades policiais militares.

 O militar de Leopoldina Paulo Roberto Cruz Gomes, músico, regente e multi-instrumentista, foi classificado para assumir a Banda de Montes Claros, na 11ª RPM. Durante a solenidade, na condição de formando do CHO e também Presidente da Comissão de Formatura, Paulo Roberto fez a entrega de um presente da Turma de Tenentes 2017 para o Governador de Minas, Fernando Pimentel (foto ao lado). 

 Em entrevista concedida ao jornal O Vigilante Online em 3 de julho de 2016, Paulo comentou sobre a realização do sonho de chegar ao cargo máximo da música no âmbito militar. “Sendo regente da Banda da PM de Minas Gerais, terei a oportunidade de fazer no serviço o que já faço com muito prazer na Banda Princesa Leopoldina”, completou o maestro que deixou uma mensagem aos jovens leitores do jornal: “Nasci em uma família simples, mas nunca larguei dos estudos, sempre estudei e dei atenção. Nossa cidade tem a vantagem de disponibilizar o aprendizado de música de forma gratuita, possuímos o Conservatório e bandas de música. Enxergar na música uma oportunidade que faz total diferença, fez na minha vida e na de 8 músicos que passaram pela Princesa Leopoldina e hoje tocam fora, em diversas regiões do Brasil”. Paulo Roberto finalizou ressaltando que o jovem procure a música como oportunidade de serviço e aprendizado.

 Paulo Roberto ingressou na PMMG em 5 de outubro de 1994. Em 1997 fez o curso de formação de Cabos Músicos, terceiro colocado; em 2004 – curso especial de formação de sargentos músicos, segundo colocado; no ano de 2012 curso de atualização em segurança pública, primeiro colocado. Atualmente, aprovado no curso de habilitação de oficiais / curso superior em tecnologia de gestão em segurança pública.

Através das redes sociais o Tenente Paulo Roberto agradeceu a Deus pela grande vitória, após um ano de muita luta e dedicação. O militar fez um agradecimento especial ao seu Pai José de Fatima (Fatim) e a sua Mãe Maria das Graças, que desde novo lhe ensinaram o caminho do bem, do trabalho, do esforço, do estudo e da dedicação. Filho mais velho, era responsável por buscar lenha, acompanhado da Tia Almerinda, para abastecer o modesto fogão a lenha. “Vendi picolé, catei lata (sofri bullying), fui Guarda Mirim, auxiliar de lapidação e hoje, com ajuda de Deus, com o apoio de minha esposa e filhas, que junto a mim suportaram toda a adversidade do passado ano, tenho o orgulho de estar formando TENENTE na Polícia Militar de Minas Gerais”, concluiu.

Também participaram da cerimônia o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Helbert Figueiró de Lourdes, o chefe do Gabinete Militar do Governador e Coordenador Estadual da Defesa Civil, coronel Fernando Antônio Arante, o comandante da APM, coronel Robson José de Queiroz, e o comandante do CHO, tenente coronel Anderson de Oliveira, além dos secretários de Estado de Segurança Pública, Sérgio Menezes; de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães; de Casa Civil e Relações Institucionais, Marco Antônio Teixeira; e de Transportes e Obras Públicas, Murilo Valadares.

A Polícia Militar conta com efetivo aproximado de 43 mil integrantes e uma frota de dez mil viaturas, além de onze aeronaves. A instituição é o único órgão do Estado mineiro presente em todos os 853 municípios.

Informações: Agência Minas

Mais Notícias