SOL E NEVE
PIT STOP
ASAS MOTOPEÇAS

Projeto Moringa “Árvore da Vida” chega à Rede Municipal de Educação de Leopoldina


Em parceria com Instituições como IEF, EMATER, entre outras, representantes da Superintendência Regional de Ensino de Leopoldina reuniram-se na sede da Secretaria Municipal de Educação com as diretoras das Escolas Municipais do município na manhã desta terça-feira, 16 de maio, para apresentação do Projeto Moringa na Escola. Após a reunião, que também contou com representante da EMATER, foram distribuídas mudas da “Árvore da Vida”, como é conhecida, para serem plantadas nas escolas.

A Moringa possui 25 vezes mais Ferro que o Espinafre, 17 vezes mais Cálcio que o Leite, 15 vezes mais Potássio que a Banana, 10 vezes mais Vitamina ‘A’ que a Cenoura, 7 vezes mais Vitamina ‘C’ que a Laranja e 4 vezes mais Proteína que o Ovo.

Originária da da África, a árvore fornece abundantes galhos carregados de pequenas folhinhas verdes. Atualmente existem 13 espécies do gênero Moringa, a mais popular é a Moringa oleífera, pertencente à família Moringaceae, devido a suas grandes propriedades medicinais e curativas. Considerada um alimento com alto valor nutritivo e com uma excelente composição de proteínas, vitaminas e sais minerais, a moringa é uma daquelas árvores que todos habitantes dos trópicos deveriam ter no quintal de casa. Suas folhinhas in natura têm sabor agradável, podem ser consumidas cozidas em sopas, chás, recheios, bolos, pães e guisados. A vagem pode ser usada verde e fresca, e quando cozidas tem sabor parecido com ervilhas. As sementes podem ser torradas ou cozidas com sal.

Conheça o Projeto:

O Projeto, em sua 4ª etapa, realiza neste mês a distribuição de mudas para as creches, e escolas municipais, APAE, Asilo Santo Antônio, Hospital, Sopa do Centro Espírita e outras instituições sociais de Leopoldina. A meta é que em 2018, já com as árvores formadas, seja dado início aos efetivos procedimentos para coleta de sementes objetivando a formação de novas mudas, poda, manejo adequado e instruções aos responsáveis pela elaboração dos alimentos. Será demonstrado o valor nutricional do uso das folhas no arroz, saladas, sucos, bolos, chás, etc. pela nutricionista e/ou responsável pela preparação do cardápio.

Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental:
Instituto Estadual de Floresta – I.E.F.
Secretaria do Meio Ambiente – Érica Bedim e Saulo Lopes
Secretaria Municipal de Educação – Josabeth Furtado e Márcia Delfim Pimentel (Nutricionista)
Superintendência Regional de Ensino – Iris Meirelles e Sirley Lacerda

O VIGILANTE ONLINE
Colaboração: Kalon Moraes

Mais Notícias