SOL E NEVE
PIT STOP
ASAS MOTOPEÇAS

Representantes cobram medidas para evitar acidentes no trevo de acesso à Penitenciária de Muriaé


REGIÃO

Reivindicações foram feitas durante reunião nesta quarta-feira, na sede da 7ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Leopoldina.

O Chefe da 7ª DPRF, Inspetor Américo Cabral, esclareceu à reportagem que a redução da velocidade no local, seja por meio físico ou eletrônico e também, em conjunto, um melhor acesso para os condutores de veículos, são justas reivindicações da comunidade.

Da Redação
Jornal O Vigilante Online

 Representantes da comunidade de São João do Glória, no município de Muriaé, estiveram na manhã desta quarta-feira (23) em Leopoldina, onde participaram às 08h45 de uma reunião na sede da 7ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (DPRF). Durante o encontro dos senhores Wilson Rodrigues Pascoal, Marlei Peçanha e “Tão Pé no Chão” com os Inspetores Américo Cabral (Chefe da 7ª DPRF) e Rodrigo Ladeira (Chefe do Núcleo de Policiamento da 7ª DPRF), foram relatados os problemas enfrentados por aquela comunidade em relação aos frequentes acidentes ocorridos próximo ao trevo de acesso à Penitenciária de Muriaé, no Km 270,2 da BR-356.

O Inspetor Américo Cabral esclareceu à reportagem que a redução da velocidade no local, seja por meio físico (redutor de velocidade) ou eletrônico (radar) e também, em conjunto, um melhor acesso para os condutores de veículos, são justas reivindicações da comunidade. “A motivação dessa visita são os acidentes ocorridos no sentido Espírito Santo/Muriaé. Nos últimos 4 anos (2013/2016) ali foram registrados 12 acidentes com 11 feridos leves e 1 ferido grave. Naquele trecho há um declive acentuado que termina em uma curva, exatamente no local de acesso à Penitenciária. Como existem algumas comunidades próximas e o volume de trânsito de veículos e de pedestres é bastante intenso, o local é recorrente em acidentes”, explicou o Inspetor.

“Queremos reunir a PRF, o DNIT e o Poder Municipal para encontrarmos, em conjunto, uma solução”, afirmou o Inspetor Américo Cabral, Chefe da 7ª DPRF.

Américo Cabral acrescentou que os representantes da comunidade e a PRF marcarão uma reunião com o Prefeito de Muriaé, Ioannis Konstantinos Grammatikopoulos, mais conhecido como Grego, e tentarão conseguir também a presença do representante do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). “Trata-se de uma parte que pertence ao município de Muriaé que é considerada urbana, portanto, queremos reunir a PRF, o DNIT e o Poder Municipal para encontrarmos, em conjunto, uma solução”, afirmou o Inspetor Américo. Ao final da reunião com o comando da PRF na região, os três visitantes comentaram que foram muito bem atendidos pelos Inspetores Américo e Ladeira e consideraram o encontro satisfatório.

“Sou morador e uso o local diariamente, eu passo pelo menos de 2 a 4 vezes por dia ali. Enfrentamos muito aperto, toda hora a gente leva um susto”, afirmou Wilson Rodrigues Pascoal.

 

Marlei Peçanha contou que na última quarta-feira presenciou duas situações que quase terminaram em acidentes, devido ao acesso pela contra-mão de veículos que vão para São João do Glória: “É muito perigoso.”

 

Tão: “Tivemos uma reunião com o secretário municipal de Agricultura de Muriaé e estamos pedindo ao prefeito Grego que tome uma medida, pois está muito perigoso também para as crianças que vêm para a escola. Se há uma possibilidade da Prefeitura participar na busca de uma solução, que a Prefeitura tome uma atitude”, declarou o morador. 

Mais Notícias