SOL E NEVE
PIT STOP
ASAS MOTOPEÇAS

Sua casa está dentro de você


O que os outros pensam de nós teria pouca importância se não
influenciasse tão profundamente o que pensamos de nós mesmos
quando tomamos conhecimento da opinião alheia“.
Jorge Santayana

Ao cair da noite a lua aparece, belíssima, sendo imediatamente refletida pelo mar, de minha varanda a observo a contrastar com as luzes da cidade, o relógio que marca as horas pontualmente e a velocidade da cidade que não para.  

A belíssima imagem  que tento descrever me faz pensar no como somos influenciados por fatores externos a nós: a bela imagem da Lua que ilumina a beleza do Rio de Janeiro me traz paz e aconchego.

Assim como as imagens também as opiniões alheias nos influenciam e nos manipulam muitas vezes. Interessante que as opiniões das pessoas em sua maioria querem nos moldar, e trazem quase sempre um tom critico desenvolvendo em nós sentimentos diferentes dos causados pela bela imagem que observo neste momento.

 E somos levados a procurar fora de nós as qualidades que essas opiniões alheias dizem que não temos. Agimos muitas vezes como os personagens do livro infantil Mágico de Oz que procuram fora de si qualidades que acreditam não possuir, juntamente com a pequena Dorothy que é levada para longe de sua casa.

É interessante porque na história do Mágico de Oz percebemos que tudo aquilo que os protagonistas da obra tanto almejam, eles na verdade já tem e está dentro deles. O Espantalho é o mais esperto, sempre com ótimas idéias, o Lenhador é gentil, e o Leão, apesar de medroso, sempre encara os desafios, principalmente quando é para auxiliar seus companheiros.

Da mesma forma que os personagens de Oz, muitas vezes, nós também não conhecemos a nós mesmos e nossas próprias capacidades e somos levados pelas opiniões alheias. E essa falta de conhecimento de nossas qualidades muitas vezes nos tira o sentimento de ânimo, de auto estima e de felicidade. Um erro que todos cometemos, mas que pode e deve ser mudado.

A verdade é que poucas pessoas se importam de verdade conosco e nos ama, e quem sem importa conosco sempre cuidara para que possamos sempre nos sentir bem e confortados, e enxergarão mais nossas qualidades que nossos defeitos e falhas.

Essa dependência da opinião alheia acaba por nos fragilizar  emocionalmente impedindo que sejamos agentes de nossa própria história, a responsabilidade dos rumos de nossa vida passa para terceiros, e isso é como se perdêssemos o caminho de nossa casa.

Ao colocarmos nossa felicidade em mãos alheias nos tornamos pessoas facilmente manipuláveis e abrimos uma brecha enorme para destruírem nossa auto estima. Não falta no mundo gente que perceba essa porta aberta e a use para jogar com a nossa carência de afeto.

É preciso ter cuidado com as pessoas que se aproveitam dessa “carência” porque elas fazem do assédio afetivo que exercem uma terrível arma de competição, de ascensão social, de exercício de poder sobre o outro, e vamos perdendo a visão de nós mesmos. E como não se reconhece a pessoa tenta como os personagens de Oz encontrar as qualidades que deseja externamente quando na verdade elas estão dentro de cada um de nós.

Eu confesso que admiro quem não dá a mínima para os outros. Quem nasce blindado contra o poder da opinião alheia, do que possam pensar ou sentir ou dizer a seu respeito. Pessoas assim se respeitam mais, se preservam mais. Se expõe menos. Com isso, imagino, sofrem menos.

Na verdade estamos todos sozinhos neste mundo, e a opinião que realmente conta sobre nós é a nossa mesmo. Nossa casa esta dentro de nós com todas as qualidades que desejamos, apenas temos que aprender a acessá-las.

Hoje olhando para o céu, especificamente para  a Lua, fui capaz de acessar bons sentimentos, auto estima. Olhar para o céu é olhar para dentro. Essa relação do longe com o perto, do externo com o interno aparece de forma brilhante na canção de Jason Mraz, 93 Million Miles, que espero ajude você leitor a também acessar o seu eu interior:

A 93 milhões de milhas do Sol, As pessoas preparam-se, preparam-se, Porque lá vem, é uma luz, Uma linda luz, além do horizonte, Para dentro de nossos olhos Oh, minha nossa, que lindo, Oh, minha bela mãe Ela me disse, filho, você irá longe na vida, Se fizer tudo direito, amará o lugar onde estiver Apenas tenha certeza de que onde quer que vá, Você sempre poderá voltar para casa,  A 240 mil milhas da Lua, Percorremos uma longa distância para pertencer a esse lugar Para compartilhar essa vista da noite, Uma noite gloriosa, Além do horizonte há outro céu brilhante, Oh, minha nossa, que lindo, Oh, meu pai irrefutável.Ele me disse, filho, às vezes, pode parecer escuro, Mas a ausência da luz é uma parte necessária Apenas tenha certeza de que você nunca está sozinho,Você sempre poderá voltar para casa… Toda estrada é uma subida escorregadia, mas sempre há uma mão na qual você pode se segurar Olhando profundamente pelo telescópio Você pode perceber que seu lar está dentro de você..”  

Nosso lar esta dentro de nós, só temos que perceber, olhar profundamente para nós mesmos, afinal quem tem que comandar o rumo de nossas vidas somos nós mesmos!

A opinião de alguém só deve fazer sentido e ter peso, se esse alguém estiver realmente interessado na nossa felicidade e no nosso bem-estar. Importante mesmo, é que a gente se goste. Que se respeite. Que se cuide e se sinta bem. Sua casa está dentro de você…

Alessandro Rubim Barbosa é advogado.

Mais Notícias